Páginas

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

49º morte de surfista preso em rede de pesca no litoral do Rio Grande do Sul


Um velho inimigo dos surfistas gaúchos voltou a fazer vítimas no Litoral Norte. O estudante de Administração de Empresas Thiago Rufatto, 18 anos, morreu afogado em Capão da Canoa, na tarde de segunda-feira, quando sua prancha enredou-se numa rede de pesca. Ele foi socorrido, mas morreu a caminho do Hospital Santa Luzia.

Filho mais novo do professor universitário Osmar Rufatto, Thiago, morador de Canoas, e três amigos surfavam quando depararam com um cabo de pesca. Todos superaram o obstáculo, menos Thiago.

— O meu filho ficou preso à corda — conta Rufatto, reproduzindo o que ouviu dos amigos do filho.

Naquele momento, o rapaz, desesperado, começou a lutar pela vida.

— Os amigos contam que Thiago afundava e voltava à superfície. Fez isso algumas vezes, até que não voltou mais — diz o homem de 58 anos, que sepultou o caçula às 17h de ontem, no Cemitério São Vicente, em Canoas.

Sem conseguir socorrer Thiago, os amigos saíram da água e reuniram uma pequena multidão para puxar a rede. Quando a corda que sustenta o artefato foi retirada, Thiago não estava preso à malha. Seu corpo foi encontrado boiando, por volta das 19h, num intervalo de tempo em que amigos e familiares estimam em 30 minutos.

Estudante do terceiro semestre de Administração na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Thiago era apaixonado por surfe e pela língua inglesa. No ano passado, ele uniu o útil ao agradável: passou seis meses aperfeiçoando o idioma em San Diego, na Califórnia, costa oeste dos EUA.

— Era uma pessoa muito amada por todos os nossos amigos. Ele unia todos os elos do grupo, era o centro dos amigos. Perdemos um guerreiro de fé, mas ganhamos um anjo — conta Vitor Leiria de Vasconcellos, 19 anos.

— É uma perda que não tem como explicar — complementa Luiza, sua única irmã.

Segundo Vitor, ele, Thiago e outros dois amigos entraram no mar próximo ao centro de Capão. Como a corrente estava em direção ao Norte, o acidente ocorreu nas imediações da praia de Araçá, ainda nos limites de Capão. Estudante de Arquitetura, Vitor acredita que o local onde Thiago morreu não seja destinado à pesca.

— A gente já surfou em várias praias do nosso Litoral e sempre respeitou locais com sinalização, mesmo quando as placas são ridículas de tão pequenas. Ontem (segunda-feira), se tinha placa de pesca, ninguém viu. Tenho quase certeza de que não era local de pesca — diz Vitor.

As circunstâncias da morte devem ser apuradas pela Delegacia da Polícia Civil de Capão da Canoa.

Texto de: Carlos Etchichury
Via: ZeroHora

Onde isso vai parar. Já são 49 famílias decepadas por essa tragédia. Chegaremos a 50. Erga a bandeira "Não ao 50º"





Mais posts sobre o Thiago Rufatto e outros casos das redes no site uponboard.com, clique aqui para acessar...

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Os dez mandamentos do surfista sustentável

A organização do Brasil Surf Pro, o Campeonato Brasileiro de Surfe Profissional, criou um termo de compromisso com dez mandamentos para o surfista sustentável. O termo foi assinado por mais de 60 surfistas na segunda etapa do BSP, na Praia do Cupe, em Ipojuca (PE). O documento tem o objetivo de comprometer os atletas com o tema da sustentabilidade.

Após ler o artigo complemento com algumas reflexões.

Confira os 10 mandamentos e as suas respectivas reflexões:

reciclagem01 1.    Cuide do seu lixo – Se estiver dentro da água ou na praia recolha o lixo e deposite-o na lixeira. Cuidado especial com sua parafina usada, nunca descarte-a na areia da praia.  Sempre que possível recicle, principalmente em casa!

Isto é muito importante, mas já não é suficiente. Não podemos mais virar os olhos para os erros dos outros. Se algum turista desavisado ou nativo mal educado proceder de forma a sujar a praia ou locais de difícil acesso, junte este lixo. Leve sempre contigo as sacolas do mercado que você não deveria pegar, mas por falta de costume acabou pegando,  coloque este lixo dentro do saco para enfim, este saco, ser uma solução ao invés de um problema.

Com a parafina o ideal seria criarmos centros de coleta, locais onde os surfistas mais frequentam poderiam ter um recipiente de coleta deste material que poderia ser utilizado em outros fins mais nobres como artesanatos ou cera para madeira.

“Tente mover o mundo - o primeiro passo será mover a si mesmo.”
Platão

ecopasso04 2.    Preserve a vegetação nativa da praia – Cuide bem, pois ela garante a biodiversidade e evita a erosão na praia. Seja proativo, em áreas degradadas plante espécies nativas do bioma.

Além de tentarmos ao máximo não interferir com a vegetação nativa, devemos passar esta atitude para frente e não deixarmos que outros conhecidos ou turistas interfiram neste bioma ou façam fogueiras na praia, cedo ou tarde este material será usado para alimentar o fogo.

“A base de toda a sustentabilidade é o desenvolvimento humano que deve contemplar um melhor relacionamento do homem com os semelhantes e a Natureza.”
Nagib Anderáos Neto

 61173,1150075825,1 3.    Mobilize as associações de surf  locais – Estimule sempre que possível as práticas responsáveis com relação ao meio ambiente costeiro principalmente durante a realização de campeonatos. Os eventos são uma plataforma para comunicar, sensibilizar e educar o público, faça a sua parte.

Temos que pensar fora da caixa, além de surfistas e parceiros, devemos interagir com outras entidades locais ou mesmo de outras regiões. Trazer para perto do surf conhecimento de biólogos, oceanógrafos, ambientalistas, artistas. Criar eventos multidisciplinares agregando todo o tipo de conhecimento possível. O custo disto pode ser alto, por isto envolver órgãos municipais ou escolas para somar forças.

“Aprender é mudar posturas.”
Platão

emprego 4.    Contagie o seu patrocinador nessa luta -  Estimule práticas sustentáveis dentro da industria do surfe. A sustentabilidade já é uma realidade, faça as escolhas certas.

O patrocinador poderá fortalecer muito mais a marca apoiando estas iniciativas e terá maior visibilidade para dentro e fora do mundo do surf. Crie oportunidades para que o patrocinador possa ter mais visibilidade e tornar mais ampla a parceria.

“Ninguém pode achar que falhou a sua missão neste mundo, se aliviou o fardo de outra pessoa.”
Charles Dickens

ecopasso03 5.    Seja um surfista amigo do planeta – Procure saber como você pode neutralizar os gases de efeito estufa e se tornar um surfista carbono neutro. Os quilômetros percorridos nas viagens de carro, voos ou barcos emitem CO2 e contribuem para o aquecimento global. Ande sempre que possível de bicicleta, a pé ou use transportes públicos.

Seja mais solidário. Entre em contato com amigos para dar carona, informar qual é a melhor praia para prática no dia e vão juntos, afinal em um carro cabem 5 pessoas. Caso não faça isto vocês dois se encontraram no mesmo local, saindo do mesmo destino e consumindo a mesma quantidade de combustível e tempo, sendo que isto poderia ser dividido em duas, três ou quatro vezes.

“A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta.”
Blaise Pascal

terra 6.   Seja um exemplo – Envolva-se em causas socioambientais na sua cidade. Empreste a sua imagem a essas causas e denuncie impactos e agressões ao meio ambiente. Dê o exemplo!

Não podemos mais esperar que o poder público nos atenda, temos que arregaçar as mangas e lutar por tudo que nos é direito e por ideais de valor comum. Somente quem vive no local sabe dos problemas mais comuns. Encontre solução e quando pedir apoio de algum órgão público chegue já com um planejamento do que seria ideal para solução.

Tenha um pensamento global e aja localmente. Tenha um pensamento local e aja globalmente.

“Se fracassar, ao menos que fracasse ousando grandes feitos, de modo que a sua postura não seja nunca a dessas almas frias e tímidas que não conhecem nem a vitória nem a derrota.”
Theodore Roosevelt

economiaenergia 7.    Confira se o fabricante da sua prancha é eco-correto - A maioria dos shappers não destinam os resíduos da fabricação das pranchas de forma correta, eles são altamente tóxicos ao meio ambiente. Procure se informar, cobre uma postura correta.

Comece a se relacionar com profissionais que tenham conduta correta e fornecem um destino digno para seus resíduos, se apoiarmos que polue estamos contribuindo ou sendo cúmplices da agressão praticada. É como ser conivente com a atitude incorreta, e isto não é correto.

O desenvolvimento tecnológico e a biodiversidade têm crescido, respectivamente, em proporções inversas nos últimos séculos.”
Rinaldo Pedro

021esportes-messbrasil 8.   Seja um surfista verde – Pratique o consumo consciente no seu dia à dia. Comece com o simples ato de retirar da tomada todos seus equipamentos eletrônicos quando sair para surfar ou viajar. Diga não ao plástico, use somente sacolas reutilizáveis. A sua atitude faz a diferença.

Estenda esta atitude para sua família e amigos, você pode até ser tachado de “biodesagradável”, mas no fundo de seus pensamentos, eles sabem que tem razão e vão apoiar. É muito difícil mudar centenas de anos de uma cultura consumista e um comportamento herdado de gerações e gerações e que vem causando um grande impacto sobre o planeta e o meio ambiente. Mas não é impossível.

“Uma grande jornada começa com o primeiro passo.”
Provérbio Chinês

eco01 9.    Pratique o turismo sustentável – Hospede-se sempre que possível em hotéis e pousadas que utilizam recursos naturais como energia solar, captação de água da chuva, reaproveitamento de água do chuveiro para uso sanitário e coleta seletiva do lixo. Pesquise pois essas opções existem!

É necessário um outro tipo de visão para se construir um ambiente sustentável. Precisamos prestigiar estas iniciativas e vivenciar um pouco deste experiência que pode ser muito enriquecedora, apesar de custar um pouco mais, vale a pena pelo conhecimento de novas ideais de se relacionar com a natureza.

“Hoje existe um consenso mundial de que o turismo tem de firmar-se em quatro pilares:

· O ambiental é a principal fonte de matéria prima dos atrativos;

· O social, e aí se entende em sua abrangência, a comunidade receptora, o patrimônio histórico-cultural e a interação com os visitantes, ao mesmo tempo em que eleva o padrão de vida e a autoestima dessa comunidade;

· O econômico, com todos os inter-relacionamentos e interdependências da cadeia produtiva, permitindo sua articulação com a identificação correta de suas unidades de produção e de negócios para estabelecer uma rede de empresas a fim de atuar de forma integrada, proativa e interativa, obtendo níveis de comparatividade e produtividade para o alcance de competitividade;

· O político, que se instrumentaliza mediante estratégias de gestão que possibilitem coordenar as iniciativas locais na criação de um entorno emulativo de produção, favorecendo o desenvolvimento sustentável.

Abrangência do turismo sustentável envolve: compreensão dos impactos turísticos; distribuição justa de custos e benefícios; geração de empregos locais diretos e indiretos; fomento de negócios lucrativos; injeção de capital com consequente diversificação da economia local; interação com todos os setores e segmentos da sociedade; desenvolvimento estratégico e logístico de modais de transporte; encorajamento ao uso produtivo de terras tidas como marginais (turismo no espaço rural); subvenções para os custos de conservação ambiental.”

(MARIO CARLOS BENI, Doutor e livre docente em turismo)

Mais informações em:

· http://www.espacoacademico.com.br/037/37ebeni.htm

· http://www.atitudessustentaveis.com.br/sustentabilidade/turismo-sustentavel-o-que-e-turismo-sustentavel/

· http://www.ecobrasil.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=home

“A consciência é a estrutura das virtudes.”
Francis Bacon

LuMaxArt2D090300160 10.    Provoque e multiplique essa consciência planetária com seus amigos e sua família. Faça parte dessa corrente, não seja um haole.

“Trabalhar com sustentabilidade
É plantar um presente que garanta a
subsistência das novas gerações
Num planeta que pede socorro e se aquece a cada dia.
Pois melhor que plantar árvores, despoluir rios,
proteger animais,
É semear a consciência de que a garantia da vida é
respeitar as fronteiras da natureza.”
Nildo Lage

Fonte: Petrobras Nas Ondas
Reflexões: Araguaci
Citações: pensador.info

domingo, 24 de outubro de 2010

CURSO ORIENTADOR DE SURFE TRANSFERIDO PARA 19, 20 E 21

Curso de Orientador de Surf 
TRANSFERIDO para os dias 19, 20 e 21
de Novembro de 2010

Em decorrência do feriado do dia 15 e atendendo as solicitações das Escolas de Surfe o Curso de Orientador de Surfe que seria ministrado nos dias 12, 13 e 14 de Novembro de 2010, foi transferido para os dias 19, 20 e 21.
Obrigado pela compreensão.
À diretoria.

Horário
  • dia 19 (sexta) das 19h  às 22h
  •  dia 20 (sábado) das 8h às 12:00h e das 13:30h às 18h          
  •  dia 21 (domingo) das 9h às 13h 
  Inscrições:  
  • Informar nome, e-mail, idade, tempo de surf e formação acadêmica ou escolaridade
  • REALIZAR O DEPÓSITO EM NOME DA ACES. ESTE DEVE SER FEITO NA CONTA ABAIXO:
 Associação Catarinense das Escolas de Surf
Bradesco
Agência 0348-4Conta corrente 151.176-9
Valor R$ 200,00

  
 Informações:  Graziella - Secretária ACES - (48) 9991.0335 
 Local:   CRIS HOTEL JOAQUINA

Valor:  R$ 200,00 
 Programa: 
 . Regras para formação e credenciamento das escolas de surf 
. Regras para formação / credenciamento de Profissional Responsável, Orientador e Apoio ao Orientador 
. Categorias de profissões e postos dentro das escolas de surf 
. Legislação Aplicada à Escolas de Surf 
. Trabalho/Atendimento com Qualidade 
. Movimento 5S 
. Pequena história do Surf 
. O professor de surf: responsabilidades, obrigações e qualidades pessoais 
. Habilidades necessárias ao professor de Surf
  
. Segurança dentro e fora da água 
. Níveis de aprendizado nas aulas de surf 
. Equipamentos 
. Aquecimentos e Alongamentos 
. Principais riscos do surf e prevenções 
. Aula de surf: organização e planejamento
. Desenvolvimento da aula de surf
. Modelo de aula para nível iniciante
. Modelo de aula para nível intermediário
. Manobras básicas
. Marketing Esportivo
. Ventos e Ondas
. A Rosa dos Ventos como orientação

Anexos para leitura:
. Oceanografia e Segurança
. Receita de Onda: como o vento arrasta o mar até a praia
. Termômetro Global: Correntes marítimas, a eterna ciranda do planeta
. O poder dos astros: saiba como a lua e o sol alteram o nível dos mares
Pré requistos:
Para "Orientador de Surf" - Inscrição no CREF3-SC, 5 anos de Surf com domínio de Long Board e Pranchinha.
Para "Apoio ao Orientador de Surf" - Surf com domínio de Long Board e Pranchinha

Ministrantes:
1. Karina Abras - CREF3 G/SC
Diretora Técnica ACES - Profissional de Educação Física, com cursos na NSSA, BSA e Surfing Australia, Tri campeã Brasileira de longboard profissional, Campeã da Expression Session  no World Longboard Tour em Biarritz, proprietária da Easy Surf na Praia da Joaquina, Orientadora de Surf desde 1988

2. Roger Souto Mayor  - CREF3 012032 P/SC
Presidente ACES - Profissional de Educação Física na Modalidade Surf, Presidente reeleito em sua 3ª Gestão Administrativa, Proprietário do Floripa Surf Club na Praia Mole, Profissional Responsável pelo Brasil Surf Camp, Orientador de Surf desde 1988

3. Graziella Maridakis Risso  - CRP 012430 - SC
Secretária Executiva ACES - Psicóloga Pós Graduada em Gestão e Treinamento em Surf e BoardSports, há cinco anos trabalhando na entidade, GRC do Floripa Surf Club e Brasil Surf Camp
4. Fabrício Caldas - CREF3 012021 P/SC
Diretor de Planejamento e Marketing ACES - Formado em Turismo e Hotelaria e Pós Graduado em Gestão e Treinamento em Surf e BoardSports, proprietário da Escola de Surf Costão do Santinho, Orientador de Surf desde 1993.



 ENTRE NA ONDA CERTA
ESCOLHA UMA ESCOLA CADASTRADA ACES

sábado, 9 de outubro de 2010

Salva Surf Escola - Floripa


Endereço: barra da lagoa ( em frente ao projeto TAMAR ) - Florianópolis - SC
Email: salvasurfescola@hotmail.com
Fone: (48) 9988-2274 / 32327115 .Prof: Andre Barcelos
----------------------------------------­----------------------------
Address: Bar pond (in front of the TAMAR project) - Florianópolis - SC
Email: salvasurfescola@hotmail.com
Phone: (48) 9988-2274 / 32,327,115. Prof: Andre Barcelos

http://www.escolasdesurf.org.br/

domingo, 26 de setembro de 2010

sábado, 18 de setembro de 2010

Flynn's glass Tahitian

Recent Kustom Airshow winner; Flynn Novak, enjpys some glass barrel time in Tahiti, filmed with the Go Pro HD camera.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Maresia Girls International WQS 2010 em Floripa

O Maresia Girls International WQS 2010, etapa da divisão de acesso do Circuito Mundial de surf feminino, definirá as campeãs sul-americanas da temporada.

CARTAZA competição, que distribuirá US$ 35 mil (cerca de R$ 62 mil), acontece entre os dias 20 e 23 de setembro, na praia Mole, em Florianópolis (SC). A expectativa é que 60 surfistas, dos cinco continentes, marquem presença no evento.
A liderança do ranking é da peruana Valérie Solé. Em segundo lugar está a argentina Ornella Pellizzari, seguida das também peruanas Anali Gómez e Karen Mendiguetti.



Mais detalhes no site: Revista Surfar

Fotos Incríveis










quarta-feira, 15 de setembro de 2010

NIGHTWAVES


NIGHTWAVES by Aqualise and Mr B Productions.
A mind-surfing experience to satisfy the soul. A collaboration between Mr B Productions and Aqualise. A simple display of respect for our incredible oceans. "Share With Us Our Passion For The Sea". Dedicated To Safeguarding Our Oceans.
(See the video for full credits).
Aqualise: "Music of the Sea"
Spreading awareness through music.
For the Oceans!
Video by Mr B Productions: http://www.mrbproductions.co.uk
AQUALISE WEBSITE: http://www.aqualise.com/index.php
Facebook Aqualise fan page: http://www.facebook.com/aqualisefanpage
Twitter: http://twitter.com/aqualise
Myspace: http://www.myspace.com/aqualise

domingo, 12 de setembro de 2010

Mulheres no Surf








Filme de Surf de Tiffany Campbell & Andria Lessler

"Dear and Yonder" é uma odisseia de mulheres surfistas. Atletas Lisa Andersen, Kassia Meador, Sofia Mulanovich, Sally Fitzgibbons, Belinda Baggs, Linda Benson, Rell Sunn, Silvana Lima, Prue Jeffries, Coco Ho, Stephanie Gilmore, e muito mais.


Site: www.dearandyonder.com

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Caros Proprietários de Escolas de Surf credenciadas ACES

É com grande satisfação que nos dirigimos até vocês para compartilhar algumas vitórias que conquistamos juntos. Este ano atingimos a maioridade de nossa entidade. Estamos com os impostos em dia e temos todos os registros necessários para tornar a ACES reconhecida como entidade esportiva, apta para apresentar projetos esportivos em prol do segmento das Escolas de Surf. A ACES está registrada no CREF3-SC e no CED - Conselho Estadual de Desporto como Entidade Esportiva.
Podemos comemorar os avanços conquistados em Florianópolis, capital do Estado, que emite anualmente uma Portaria Municipal, embasada na lei orgânica do Município, contendo regras para o funcionamento de escolas de surf nos balneários da Ilha, servindo de exemplo para todo o restante do estado e do Brasil, como segmento esportivo organizado. Com 98% das Escolas Regulamentadas e 100% das praias mapeadas, nossa tarefa foi cumprida integralmente na Ilha, em se tratando de regulamentação. A maioria das Escolas também já está buscando a formalização através do cnpj. Agora inicia-se uma nova fase.

No recadastro 2010-2011, O Certificado de Escola Qualificada será entregue GRATUITAMENTE, mediante apresentação de todos os documentos e pré requisitos apresentados na Portaria Municipal, fazendo com que qualquer Escola de Surf que pretenda se instalar na Ilha tenha acesso à regulamentação determinada pelas entidades parceiras PMF / ACES / CREF3-SC / FECASURF.
O pagamento da anuidade 2010-2011 será opcional para as Escolas de Surf que, efetivamente, desejem participar da Associação de Escolas de Surf, de seus projetos, além de terem seus endereços, sites, e-mails e fones, divulgados no site da ACES e sites relacionados, como associada ACES. Estas escolas participarão dos rumos e projetos da Entidade, como membros associados efetivos, com direitos garantidos no estatuto da ACES, sendo livre a decisão de ser ou não associado, porém garantindo aos sócios os benefícios do associativismo. No caso da ACES, juntos podemos buscar muito mais.
Já solicitamos a abertura da Portaria 2010/2011 para final de Agosto (23/08), e já nos primeiros dias da portaria estaremos entregando os Certificados de Escola Qualificada ACES 2010-2011. Os proprietários que estiverem viajando, favor entrar em contato via email que encaminharemos ofício à SESP garantindo a participação.

Sendo o que tínhamos para o momento
Subscrevemo-nos
Diretoria ACES Gestão 2009-2011

FIQUE ATENTO AOS COMUNICADOS.


DICA - procure um contador de sua confiança e informe-se a respeito da regularização da sua Escola de Surf como empresa. Vários são os benefícios, basta que vc dê o primeiro passo.
Hoje a abertura de empresa é mais descomplicada e pode ser feita no nome de uma só pessoa, o que facilita para todos que tem Registro no CREF3-SC, para abertura de Escola de Esporte.

Hilton Alves is a lover of the sea

Marine artist and surfer Hilton Alves is a lover of the sea. This passion leads him to express all the beauty of the aquatic world in drawings, paintings and murals. Self-taught, Hilton began painting professionally seven years ago.
Artista marinho e surfista Hilton Alves é um amante do mar. Esta paixão leva-o para expressar toda a beleza do mundo aquático em desenhos, pinturas e murais. Autodidata, Hilton começou a pintar profissionalmente há sete anos.

 

Site: http://www.theartofhilton.com/
Fonte: http://www.escolasdesurf.org.br/

sábado, 14 de agosto de 2010

Ride a long wave with Laird

Salva Surf Escola - Floripa


Endereço: barra da lagoa ( em frente ao projeto TAMAR ) - Florianópolis - SC
Email: salvasurfescola@hotmail.com
Fone: (48) 9988-2274 / 32327115 .Prof: Andre Barcelos
--------------------------------------------------------------------
Address: Bar pond (in front of the TAMAR project) - Florianópolis - SC
Email: salvasurfescola@hotmail.com
Phone: (48) 9988-2274 / 32,327,115. Prof: Andre Barcelos

Veja mais vídeos no site: http://www.escolasdesurf.org.br/

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

domingo, 1 de agosto de 2010

The Underwater Project

Mark Tipple é um australiano de 29 anos que desistiu de tirar fotos de surf dentro da água por um motivo bastante justo: vivia tomando pancada da sua camera de 5kg na cabeça. Fez então o que a maioria das pessoas faz diante de uma onda e mergulhou. E acabou se especializando nesse lugar mágico em que uma piscina olímpica inteira passa rolando por cima de nossas cabeças, sem que a gente se dê conta da plasticidade do momento. Pelas imagens do Underwater Project dá para entender o paradoxo das ondas: para respirar logo, mergulhe o mais fundo que conseguir.


ACES - Associação Catarinense das Escolas de Surfe
Site: The Underwater Project
 

sexta-feira, 30 de julho de 2010

3ª Etapa do Circuito Catarinense - Praia do Rosa


Bom dia galera!!!!
A terceira etapa do Circuito Catarinense Rip Fly de Surf Amador 2010 acontece nos dias 31 de julho e 1 de agosto na praia do Rosa, Imbituba (SC).

As inscrições estão abertas e o evento conta com as categorias Open, Júnior, Mirim, Iniciantes, Infantil, Feminina e Master.
Esta etapa vale 2.000 pontos para o ranking da Fecasurf (Federação Catarinense de Surf).

O campeão Open do circuito leva uma moto zero quilômetro e o vencedor Júnior uma passagem para o Hawaii.
Já os campeões das categorias Mirim, Iniciante, Infantil, Feminina e Master ganham passagens para o Peru.

O Circuito Rip Fly de Surf Amador 2010 é apresentado pela I-9. Patrocínio: Rip Fly e Governo do Estado de Santa Catarina por meio do Fundesporte da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte. Apoio: Onik, Prefeitura Municipal de Imbituba, Waves, Jornal Drop, Fazenda Rosa, Mini Mercado Da Hora, Pizzaria La Rueda, Demarchi, Pico da Tribo, Posto Amizade. Cobertura: Grupo RBS de Comunicação e Atlântida FM. Realização: Federação Catarinense de Surf e Associação de Surf da praia do Rosa.
As inscrições podem ser feitas no site Fecasurf ou pelo telefone (0xx48) 3025-1880.

Líderes do ranking do Catarinense Fecasurf 2010 depois de duas etapas

Open Leandro da Silva - 3.593 pontos

Júnior Matheus Navarro - 4.276

Mirim Matheus Navarro - 5.000

Iniciantes Alcides Lopes – 4.312

Infantil Gustavo Ramos – 5.000

Feminino Ana Ceccarelli – 4.140

Master Steward Dean - 4.230
Estão todos convidados para prestigiar esse evento!!! Contamos com sua presença!!!!

Esaitajai: Fotos da entrega do certificado RankBrasil

Escola de Surf e Amigos da Atalaia, celebrando a conquista do recorde; "Maior nº de deficientes visuais surfando a mesma onda"

Site: rankbrasil

Duplo Ângulo « Revista Hardcore

Por Pablo Aguiar
“O filme Perseguição duplo ângulo foi um teste que fizemos com a câmera GoPro aqui em Balneário Camboriú. Antes a gente fazia essa perseguição com uma outra câmera, o que era bem mais complicado por ser maior e ainda ter uma caixa estanque. Fora que ainda tínhamos que usar também uma prancha maior. Agora com a GoPro facilitou muito mais, pois diminuiu a câmera e diminuiu a prancha que vou surfando atrás. Demos o nome Perseguição por eu ir filmando, surfando e perseguindo o surfista Alan Friedrich ao mesmo tempo. Desta vez, resolvemos testar duplo ângulo. O Bruno Tessari ficou filmando de fora d’água e eu de dentro. Aí está o resultado.”

Site: http://www.hardcore.com.br/

sábado, 17 de julho de 2010

Curso Fotografia de surfe - dentro e fora d´agua - Sebastian Rojas

Fotógrafo de surf há mais de 22 anos com vasta experiência internacional nos melhores Surf-spots do mundo.

Colabora com várias revistas internacionais e têm exclusividade com a revista Fluir há 21 anos,tendo publicado mais de 100 capas nesta revista e dezenas de matérias de lugares como: Hawaii, Indonésia, Austrália, México, África, Brasil,etc.

Especialização em fotografia aquática de surf em condições extremas.

Iniciou workshops de fotografia de surf em 2007 na V Maratona Fotográfica realizada pela Portfolio Escola de Fotografia, em Curitiba.

Vários canais de televisão realizaram matérias documentando suas técnicas utilizadas de forma didática para milhares de pessoas no território brasileiro.

Realização : Foto do Surf

Curso Fotografia de surfe - dentro e fora d´agua - Sebastian Rojas

Inscrições abertas para Sul Brasileiro de Surf Universitário em Balneário Barra do Sul - Esportes Radicais, Ecoturismo e Aventura - O Radical

Nos próximos dias 24 e 25 de julho as ondas da Praia do Bispo no Balneário Barra do Sul, localizado no extremo norte de Santa Catarina, receberão o Sul Brasileiro de Surf Universitário. O evento distribuirá um total de R$10.000,00 em prêmios, dentre os quais 5 notebooks, 5 pranchas de surf e kits de produtos variados de surf nas cinco categorias em disputa; Open Masculino, Open Feminino, Formados, Soul Surf (estreantes) e Colegial (Sub-18).

Mais no site:
Inscrições abertas para Sul Brasileiro de Surf Universitário em Balneário Barra do Sul - Esportes Radicais, Ecoturismo e Aventura - O Radical

quarta-feira, 14 de julho de 2010

FECASURF - Federação Catarinense de Surf

Equipe catarinense de surf embarca para Espírito Santo




Quinta Feira, 08 de Julho de 2010
Equipe catarinense de surf embarca para Espírito Santo
Catarinenses ficaram na segunda colocação na primeira etapa e buscam a vitória nesta segunda etapa na Praia da Barra de Jucú em Vila Velha.
A equipe catarinense de surf está preparada para mais uma grande disputa na segunda etapa do Circuito Billabong Brasileiro de Surf 2010, que acontece na próxima semana, de 16 a 18 de julho, na Praia da Barra do Jucú, em Vila Velha/ES.
Na primeira etapa realizada na Bahia, a equipe catarinense liderou os dois primeiros dias da competição, mas no domingo com a eliminação dos principais atletas da equipe, acabou ficando na segunda colocação, e nesta etapa do Espírito Santo a equipe precisa vencer para se manter na disputa pelo título de 2010.
“Os atletas catarinenses, que treinam regularmente em nosso litoral e competem no Circuito Catarinense Amador, estão em plenas condições de conquistar as melhores posições da competição. Talento, apoio e torcida não faltam. Recentemente o atleta Alcides Lopes Neto, da categoria Iniciantes, foi a São Paulo e venceu no campo dos adversários, uma etapa do Circuito Paulista. Alcides é só um exemplo do potencial de nossos atletas, mas toda nossa equipe tem condições de estar nas melhores posições no pódio”, declarou Davi Husadel, Técnico da Equipe Catarinense de Surf.
Este ano o Circuito Brasileiro de Surf Amador irá definir o ranking oficial da Confederação Brasileira de Surf para a temporada 2010, garantindo algumas vagas na equipe brasileira no Pan-Americano e no Mundial ISA Games.
A Fecasurf está apoiando os atletas através da importante parceria com o Governo do Estado de Santa Catarina através do Fundesporte e Secretaria de Turismo, Cultura juntamente com a Oceano que veste toda equipe e o Surfers Paradise.

Calendário do Billabong Brasileiro de Surf 2010

1 etapa – Praia de Jaguaribe, Salvador (BA), de 28 a 30 de maio
2 etapa – Vila Velha (ES), de 16 a 18 de junho
3 etapa – João Pessoa (PB), de 13 a 15 de agosto
4 etapa – Florianópolis (SC), de 8 a 10 de outubro
Resultados da 1ª. Etapa na Bahia.
1 – 1000 SAO PAULO (SP)
2 – 900 SANTA CATARINA (SC)
3 - 810 PARAIBA (PB)
4 - 729 CEARA (CE)
5 - 656 RIO GRANDE DO NORTE (RN)
6 - 590 RIO DE JANEIRO (RJ)
7 - 531 BAHIA (BA)
8 - 478 PARANA (PR)
9 - 430 ESPIRITO SANTO (ES)
10 - 387 PERNAMBUCO (PE)
11 - 349 SERGIPE (SE)


FECASURF - Federação Catarinense de Surf

terça-feira, 13 de julho de 2010

Maya Gabeira quebrando predominâncias

por Guia de Esportes

Maya em Teahupoo
Certo dia estava de boca aberta vendo esporte espetacular e lembrei da besteria que a gente fala e ouve muito quando é criança...
"Se você não for, você é mulherzinhaaaa..."
... ali estava a prova que muito marmanjo que se diz macho não iria, mas lá estava ela... uma menina de 17 anos na época, que fez pensar. Ondas de mais ou menos 18 pés em Mavericks, se não me engano, posso estar enganado quanto tamanho e localidade, mas não sobre a coragem e foco desta menina que não conheço pessoalmente, mas conseguiu expressar-se com amplitude e atitude.
A base para esse texto abaixo que ilustra o seu perfil, foi retirado do site de Maya Gabeira e desta forma poderão conhecer um pouco mais sobre a corajosa e big-rider Maya Gabeira.
Maya é carioca, começou a surfar aos 14 anos na escola, mais precisamente Arpoador - Ipanema - Rio de Janeiro.
Muita coisa já aconteceu de lá pra cá, agora já é maior de idade e trouxe ao Brasil, pelo segundo ano consecutivo, o título maior no surf e na sua categoria, vencendo o Billabong XXL 2007 e 2008 na categoria Women's Overall performance. Não preciso dizer que é inédito.
Muita dedicação, talento e disposição fizeram Maya deixar para trás as ondas do Arpoador e descobrir onde estava realmente seu maior prazer na vida, no mar, ou melhor, nas ondas, sempre em busca da melhor onda.
Seguindo com seu jeito de menina, aspecto frágil. Quem à vê, mal podem acreditar que ela possa estar envolvida por um universo como esse, um ambiente onde predomina o masculino e encarar um dos mais incríveis fenômenos da nossa natureza.
Vive para o surf, e no Hawaii é onde passa a maior parte do seu tempo, treinando e monitorando tempestades que possam formar grandes ondulações seja qual for o lugar no planeta.

Fonte: guiadeesportes

listas de 10: 10 Filmes de Surf




Ainda estão para fazer um grande filme sobre surf.
Os surfistas vão reclamar que esta lista não tem aqueles documentários com ondas fantásticas, mas este não é propósito da lista. Não vão dizer depois que eu pipoquei no pico, nem me chamar de jojolão.
Esta lista traz 10 filmes de surfistas, mas nem sempre o surf é o principal na trama. Aloha!


1. Os Três Amigos - The Big Wednesday (clássico máximo do gênero, dirigido por John Millius em 1978. conta a história de 3 amigos surfistas - Gary Busey, William Katt e Jan-Michael Vincent - da inocência em 1962 até 1974, escapando da guerra do Vietnan, que matou vários de seus amigos. o filme mostra, com uma fotografia excepcional, cenários fantásticos, ondas incríveis e alguns dos melhores surfistas da época)


2. The Endless Summer (tá bem, eu disse que não teria documentários, mas esse de 1966, precisa entrar, é sensacional. o diretor Bruce Brown acompanha a aventura de dois surfistas californianos através do mundo, procurando "a onda perfeita". de quebra, um pouco da cultura local de cada praia que visitam. em um mês eles fazem mais do que muitos não fazem a vida toda. se você não gosta de surf, vai passar a gostar)


3. A Praia dos Amores - Beach Party (pura sessão da tarde. em 1963 os filmes com o casal Frank Avalon e Annette Funicello eram o máximo, uma brasa, mora? um antropólogo estuda a vida sexual dos pós-adolescentes através de um telescópio e acaba se interessando pelo casal. quando presencia uma briga, corre cortejar a moça para 'estudar a natureza dos ciúmes' do rapaz. bobagem total, com muita festa, muita praia e muito fake surf, claro)


4. Caçadores de Emoção - Point Break (Keanu Reeves se infiltra numa turma de surfistas, chefiados por Patrick Swayze, que é suspeita de estar assaltando bancos usando máscaras de ex-presidentes americanos. muito surf e muita adrenalina, neste ótimo filme da ótima Kathryn Bigelow)


5. Surfe no Havaí - North Shore (um surfista do interior do EUA - isso mesmo, do interior, surfista de piscina - vai para o Havaí em busca do seu sonho de encarar as maiores ondas do mundo. lá conhece seu guru que vai lhe ensinar a surfar com a alma. ele se apaixona por uma garota, aprende lições de vida, tem um monte de cenas cabulosas com os Pros, e por aí vai...)


6. De Repente, Califórnia - Shelter (um rapaz trabalha numa lanchonete, ajuda a irmã a cuidar do filho e sua única diversão é o surf. até que o irmão mais velho de seu melhor amigo volta à cidade para passar uns tempos e começam a surfar juntos. aos poucos a amizade transforma-se em amor entre os dois. bonito filme, com uma combinação nada convencional de gay e surf)


7. Fábio Fabuloso (o paraibano Fábio Gouveia é uma figura... este ótimo documentário em tom de cordel, conta a história daquele que é considerado o maior surfista brasileiro, mostrando suas grandes conquistas e um pouco de seu lado íntimo e seu carisma)


8. Verão de Fogo - Summer City (devo ser um dos poucos que viu esse filme australiano de 1977, praticamente a estreia de Mel Gibson no cinema, aos 21 anos. no fim dos anos 60, um grupo de 4 amigos vai passar uma temporada na praia, surfar e se meter em confusões com garotas. fora pelo interesse 'arqueológico', o filme é ruim demais, não vale a pena)


9. A Onda dos Sonhos - Blue Crush (uma garota adora surfar e está se preparando para uma grande caompetição. mora com três amigas e, para se sustentar, trabalha como camareira num hotel. no trabalho irá conhecer um grande amor, que vai tirar sua concentração e ameaçar seu campeonato. bobo demais, mas tem quem goste)


10. Tá Dando Onda - Surf's Up (um pinguim surfista sai da sua ilha na Antártida para participar de um grande campeonato. lá faz vários amigos, entre eles um velho surfista que vai lhe ensinar lições de vida e de surf. aaaaah é bonitinho!)

Fonte:
listas de 10: 10 Filmes de Surf

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Escolas de surf incluem esporte na vida de crianças e jovens — Portal dos Direitos da Crianca e do Adolescente

Por Catavento, organização integrante da Rede ANDI Brasil no Ceará
A menina Larissa dos Santos, de 11 anos, acabou de vencer o Circuito Petrobrás de Surf, realizado na praia do Tombo em Guarujá-SP. Além do título na categoria “Grommer”, até 12 anos, a atleta desbancou outras competidoras mais experientes e conseguiu o vice-campeonato na categoria infantil com atletas de até 16 anos.

Assim como Larissa, outros atletas de destaque no surf cearense passaram pela escolinha de surf do Titanzinho, no Bairro Serviluz, em Fortaleza. “O Titanzinho tem as melhores ondas para treinamento de Fortaleza. As ondas grandes e fortes daqui deixam os atletas mais preparados para os circuitos nacionais”, expõe Flávio Sukita, pai de Larissa, também surfista e professor de surf da escolinha do bairro.

Larissa cursa a 6ª série na escola municipal Profº Álvaro Costa e, se depender da família, vai precisar se esforçar para conciliar estudo e esporte. “O esporte é muito bom para minha filha, mas a vida de um atleta é curta. O estudo é algo que ninguém pode tirar dela, é para sempre. Quero que ela tenha oportunidades que não tive”, explica Flávio. É necessário lembrar que o esporte e o lazer são direitos assegurados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) no Artigo 59 que afirma: “Os municípios, com apoio dos estados e da União, estimularão e facilitarão a destinação de recursos e espaços para programações culturais, esportivas e de lazer voltadas para a infância e a juventude.”
No Rio de Janeiro, o projeto Favela Surf Club, também mantém uma escolinha que acolhe cerca de 180 crianças e adolescentes a partir de seis anos de idade, contando com 15 instrutores, todos voluntários. As aulas de Surf acontecem nas praias do Arpoador, Copacabana e Ipanema e as crianças são provenientes das comunidades de Pavão Pavãozinho e do Cantagalo.
Rogério Silva, um dos coordenadores do projeto afirma que o Favela Surf Club contribui, além da aprendizagem do esporte, para outra questão: “Não temos estrutura para formar um atleta, mas contribuímos para a formação cidadã da meninada”. Além da escolinha, o projeto mantém também um galpão para a reforma de pranchas velhas que são reutilizadas nas aulas. Ano passado o Favela Surf Club participou do quadro “Lar Doce Lar”, no programa Caldeirão do Huck da Rede Globo de Televisão e ganhou uma ampla reforma do espaço.
O projeto sobrevive de doações de material de surf usado que é reformado. Uma parte desse material é utilizado pelas crianças e a outra é vendida para pessoas de fora da comunidade, o que garante a sobrevivência do projeto.
Na região Sul, em Balneário Camburiú, Santa Catarina a Escolinha de Surf foi criada em 1997 e é mantida pela Prefeitura da cidade. Só no ano passado atendeu 515 crianças da rede municipal de ensino.
O coordenador do projeto, o professor de educação física Luiz Alessandro Meneghelli explica que as crianças aprendem, além das técnicas de surf, princípios básicos da natação, cuidados com os perigos do mar, sinalização marítima (como bóias e bandeiras), correntes marítimas, etc. “Nosso projeto não visa à competição. É prioritariamente um projeto de inclusão social. A vivência do esporte e tudo que o envolve como socialização e espírito de equipe é o mais importante”, explica Meneghelli.
Mais informações:
Rogério Silva, coordenador do Favela Surf Club - (21) 8806-0669 e contato@favelasurfclub.com.br
Flávio Sukita, professor de surf na escolinha do Titanzinho - (85) 8867 3641 e (85) 8502 9237
Fabrícia Prado, assessora de comunicação da Prefeitura de Balneário Camburiú –

(47) 3267-7000.

Fonte: Portal dos Direitos da Crianca e do Adolescente

Rede Social